Entrevista de DIRCE ALVES ao JORNAL CORREIO CURITIBANO

Empresas, empreendimentos e Astrologia. Existe algo em comum?

Para quem é do ramo, no caso a entrevistada dessa edição, a conhecida e
respeitada jornalista e radialista, especializada em Astrologia, Dirce Alves, os conhecimentos da Astrologia, a Numerologia e da Cabala são fontes  de informações indispensáveis e decisivas para o bom ou mau êxito de empreendimentos, decisões empresariais, questões pessoais e para as instituições de qualquer ramo de atividade. A Astrologia nos informa Dirce Alves, independente da pessoa “acreditar” ou não! Existe desde os primórdios da humanidade e foi evoluindo com o passar dos anos.


Dirce Alves, jornalista e radialista, Astróloga consagrada e de grande respeitabilidade, apresenta o programa Bom Dia Astral há 31 anos no rádio paranaense. Colunista dos jornais O Estado e Tribuna do Paraná e editora do jornal Correio Curitibano.
Começou na rádio Cidade de Curitiba, depois passou pela rádio Universo, rádio Clube Paranaense, posteriormente trabalhou na rádio Atalaia e teve outra passagem pela rádio Cidade e também na rádio Capital. Depois apresentou por 20 anos o programa Bom Dia Astral na rádio Colombo do Paraná, de segunda a sábado das 8 às 10 horas.


Desde 1º de janeiro de 2010, apresenta o programa Bom Dia Astral pela rádio Continental AM 1270, de segunda a sexta-feira, de 9h às 11h. Em outubro de 2010 passou a apresentar na FM98, de 7 às 8h, as previsões astrais.
Também colabora com várias revistas e jornais, escrevendo sobre os mais diversos assuntos. É proprietária da empresa Bom Dia Astral – Editora, Distribuidora e Produtora Ltda., que publica seus livros. Esta é a entrevista com Dirce Alves:

Correio Curitibano -  Dirce Alves, a formação e o seu conhecimento transmitidos em tantos anos de atividade, vieram de cursos específicos, estudo individualizado, captado em publicações, seminários, ou tudo junto?

Dirce Alves – Veja bem, antes de estudar Astrologia, Cabala e Numerologia eu trabalhava como jornalista e aqui no Paraná escrevi durante muitos anos no Diário do Paraná e em outros jornais. Mas com o passar dos anos percebi que havia a possibilidade de levar ao público um conhecimento milenar de forma agradável e com orientações.
Como conhecia o astrólogo Omar Cardoso, obtive com ele as primeiras indicações e a minha linha de trabalho: de otimismo e de pensamentos positivos. Meu trabalho sempre foi influenciado por esse divulgador da astrologia. Continuei como jornalista, mas já fazendo cursos específicos na área e começando os estudos daquilo que me levaria ao profissionalismo com que enfoco a questão hoje em dia.

CC - Tudo o que foi aprendido serve efetivamente como auxilio e amparo nas vidas das pessoas?  Você pode dizer que tem conseguido de fato ajudar as pessoas que a procuram, ouvem e leem, a enfrentarem com mais coragem e mesmo sucesso, as dificuldades diárias?

Dirce Alves – Quero dividir por partes esta resposta. A astrologia é uma ciência, que utiliza dados astronômicos, cálculos matemáticos e estatísticas que são traduzidas ao público em forma de previsões. A astrologia não é muleta na vida de ninguém, ela informa o caminho, os acertos necessários, mas cabe a pessoa através do livre arbítrio seguir ou não a indicação. É lógico que aqueles que se orientam através dela têm mais chances que os outros de terem êxito nos seus empreendimentos particulares e profissionais.
Graças ao meu conhecimento técnico tenho conseguido levar ao público ouvinte e leitor que me acompanha nesses mais de 30 anos informações precisas, que dão a oportunidade de uma melhora em todos os sentidos da vida. No momento em que a Astrologia é traduzida, como no meu caso, de sua forma técnica para um entendimento ao leigo e o mesmo se orienta por ela, ele vai ter sucesso em tudo que fizer.

CC - Você recebe também contatos de empresas, empresários, instituições, 
preocupados com o êxito de seus projetos e investimentos?

Dirce Alves – Tenho um consultório, onde atendo com o estudo da Cabala, Numerologia e Astrologia, as pessoas e empresas que me procuram. Faço assessoria empresarial, inclusive para Clubes esportivos e Sociedades empresariais, a minha satisfação é de saber que existem pessoas nas agremiações esportivas que têm noção da importância da contratação de um jogador numa data favorável, de assinar um contrato numa época especial e tudo mais. Nosso trabalho é uma parcela de contribuição para o resultado final.

CC -  No caso de pessoas, a base dos seus estudos, está situada especificamente na data de nascimento de quem a consulta. E no caso de empresas, qual a informação preponderante para análise? Seria a data de fundação da empresa, ou do lançamento de um condomínio, por exemplo?

Dirce Alves – Os dados primordiais são os de nascimento, hora da pessoa e cidade, no caso de empresa a data de fundação e de seus sócios, na questão de clubes a data do mesmo e dos membros da diretoria que participam da negociação, bem como as datas das outras partes.
Quando analisamos uma data de assinatura de contrato, por exemplo, levamos em conta vários fatores, por exemplo, se você quiser que aquele evento tenha pouca duração, deve ser feito numa segunda-feira, mas analisamos as posições de todos os astros refletidos no mapa daquele dia. Temos também uma questão importante que é a influência da Lua, que gera o alerta (período desfavorável), a Lua Vazia de Curso, as posições entre os planetas, a disposição dos signos nas casas, portanto, são “n” fatores envolvidos em uma análise.

CC - Com base nisso, dias e épocas "negativas" seriam plenamente contra-indicados para se pedir aumento para o patrão, por exemplo? No caso de empresas ela pode ser utilizada na contratação de funcionários? 

Dirce Alves – A Astrologia é uma somatória de constatações através dos séculos, percebeu-se há cinco ou seis séculos que tal período astral é desfavorável para se tratar de assuntos financeiros, os astrólogos que vieram depois foram cotejando os dados e verificando se aquilo se repetia em eventos futuros.
Portanto, sabemos com total certeza que existem períodos em que não devemos tratar de assuntos financeiros, outros de saúde e assim por diante. Um dos nossos trabalhos é dar assessoria a empresários para a contratação de funcionários, bem como de diretores e gerentes de empresas.

CC -  Qual a possibilidade de insucesso de uma empresa ou instituição que 
escolha o dia ou a época não indicada, digamos, para a escolha de uma nova diretoria ou mesmo de um novo presidente?

Dirce Alves – Infelizmente, ainda são poucas as pessoas que percebem que vivemos em um mundo de ciclos, de influências, do Sol que nos aquece durante o dia e da Lua que influencia os líquidos. Muitos confundem o estudo astrologia como asneira, crendice popular, mas não se dignam a estudá-la a se informar que um Carl Gustav Jung utilizou a Astrologia como modelo para explicar a sua Teoria da Sincronicidade e que afirmou “a astrologia deveria ser respeitada como a mais antiga psicologia da humanidade”.
Como eu já disse anteriormente, a astrologia é uma fatia do bolo do conhecimento, se você a utilizar no momento de uma decisão, como é o caso de uma escolha de diretoria, você terá mais um fator de sucesso a seu favor.

CC - Já se falou muito em espionagem tanto comercial como industrial, a 
última principalmente na área bélica. Poderia ocorrer algo parecido com o 
uso, mal-intencionado, da própria Astrologia?

Dirce Alves – Não acredito em teoria da conspiração, mas não podemos duvidar de nada nesse mundo, não é mesmo? Eu tenho lisura, profissionalismo e ética no que faço e plena convicção do papel que devo exercer na vida das pessoas e das empresas para quem trabalho.
Mas hoje em dia não se pode duvidar de mais nada, tudo é possível e o mal tem se  mostrado em suas intermináveis facetas.
Vá lá que uma empresa pretenda liquidar com outra, concorrente. Uma pessoa com certo conhecimento ou orientada, infiltrada nessa empresa poderia influenciar de maneira errada na contratação de funcionários, eleições e tudo mais.
Nos dias de hoje não podemos duvidar de nada e um palpite aqui e outro ali podem causar estragos enormes e quem sabe, até fazer a empresa sumir do mapa, deixando o campo aberto para os concorrentes.

Cc – Qual é a mensagem que você deixa para nossos leitores.

Dirce Alves – Creio no conhecimento, seja ele qual for, creio no progresso das ciências, creio que as pessoas não devem se fechar no obscurantismo, que infelizmente ainda permeia muitas mentes, em pleno século 21. Devemos combater as atitudes, as políticas, religião ou doutrina que se opõe a difusão dos conhecimentos científicos entre as classes.
Certa ocasião, uma pessoa religiosa me disse que não acreditava em Astrologia, retruquei dizendo que também não acreditava. Ela ficou boquiaberta. Mas como? Ela me perguntou. Expliquei que somente acreditava em Deus, pois sei de sua existência, mas não o vejo. E isto é uma questão de fé. E que Astrologia eu estudo para poder compreender e posso constatá-la na sua aplicação diária.

Ler 3621 vezes

Popular